Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui

Ano 1 | Número 63 | Terça, 10 de outubro de 2017
 
Gazeta do Povo
 
Brasil faz ‘churrasco muçulmano’ em cidade de refugiados
 
Churrasco feito com carnes Halal irá acontecer em feira de comércio internacional de alimentos na cidade de Colônia, na Alemanha, com o objetivo de incentivar as exportações brasileiras
 
    Gerar Arquivo PDF
 
Colônia, na Alemanha, é uma das cidades que abriga refugiados do Oriente Médio e conta até mesmo com um conselho local para imigrantes em busca de asilo. E nesta mesma cidade, no dia 10 de outubro, será realizado um churrasco que conectará ainda mais o Brasil com os países árabes.

O evento será promovido Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes), feito com cortes de carnes Halal, ou seja, com abate feito utilizando uma faca e pronunciando a sentença “Em nome de Alá”. O movimento é feito em meia lua, cortando jugulares, esôfago e traqueia para evitar sofrimento animal, seguindo os preceitos do Alcorão, livro sagrado da religião islâmica.

O Arab Halal Day, como foi batizado o evento, acontecerá no estande da Abiec na Anuga, uma feira do setor de alimentação que acontece em Colônia com o objetivo de expandir o comércio internacional de alimentos. São esperados mais de 160 mil visitantes, incluindo o Ministro da Agricultura do Brasil, Blairo Maggi, e mais de 7,4 mil expositores.

Estratégia de marketing

De acordo com Tamer Mansour, assessor estratégico da Câmara Árabe, pelo menos 500 quilos de carne serão preparados, sendo possível degustar cortes brasileiros como picanha e fraldinha. A ideia é justamente promover esses produtos junto aos 300 varejistas árabes esperados para o evento.

Esta é a segunda vez que a Câmara Árabe e a Abiec se juntam para promover a carne Halal brasileira no exterior. A primeira foi em 2016 durante a SIAL, outra importante feira do varejo europeu realizada na França.

“Os países árabes já são expressivos compradores de proteína animal brasileira e têm muito potencial de expansão. Por meio deles, o Brasil tem a oportunidade de alcançar os demais mercados islâmicos do mundo “, ressalta o presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun.

Entre janeiro e agosto, as exportações de carnes do Brasil para os 22 países da Liga Árabe.
 
 
 
Link original: Clique aqui para ver o link original